Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, dogviLLe, soledaD, Homem, de 20 a 25 anos, French, Portuguese, Arte e cultura, Música
MSN - mathhheuss@hotmail.com



Histórico


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     érika m(eu)achado
     Almodovarlândia
     cine blasé
     éden
     ling ling
     extra pato
     extra fu
     pink & cérebro
     um só
     plástico bolha
     abu
     adlafam
     jumbo eleKtro
     laerte
     impressão crua
     ornitorrinco mendes
     marcos


     
     
    Crônicas de Lan


    Difícil

            Os meus amigos não devo culpar de nenhuma vez que me abandonarem. Crime nenhum, uma vez que o desprezo em mim é frequente. Sempre tive "este vício de gente difícil", meio amargo e bem dotado d'um glamour certeiro, o qual não estou bem certo de ser totalmente espontâneo. Decerto, não o é. É falso, é mal, é dissimulado. Tantas coisas dizem os que de mim estão próximos, capazes que se acham de saberem melhor quem eu sou do que eu mesmo. Vai ver até têm razão - meu lado externo é mesquinho, cheio dos complexos incomensuráveis de superioridade vs. inferioridade, criador de melindres excêntricos, ricochetes irrealizáveis e chiliques sem motivos. Dissemino caos e discórdia por onde quer que eu passe, mesmo que não seja meu intuito. Não sei se concordo. Nunca estive fora de mim para me ver como sou por fora. E, se o fizesse, de nada valeria - me veria vazio, pois teria saído de mim para me ver por fora. O que pareço é o que sou? Para mim, não. Para os outros, ao que parece, sim. Sobreaviso: quem quiser gostar de mim como pareço ou como sou, talvez eu até aceite como amigo. Talvez mais para menos. Pensando bem, provavelmente, não. Cada vez tenho mais preguiça em aprofundar relações com pessoas. Detesto tanto os bajuladores quanto os cri-críticos. Aos que já são meus amigos, ou aos que simplesmente receberam de mim no passado esta nomenclatura, só espero que honrem o fardo - agridoce legado que nem todos terão a densa serenidade para herdar.


    texto . matheus matheus, com citação de Marina Lima / Antonio Cícero (entre aspas)



    Escrito por Matheus Alamedas às 10:01:31 PM
    [ ] [ ]




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]